Tendências na "briga" para PT ter candidato próprio

on .

site hj Chico 2Chico Estevam é um dos petistas queixosos com a direção estadual Diante da sugestão do diretório estadual, para recuo de eventuais candidaturas em favor de partidos da base aliada, tendências do PT em Itabuna deixaram as divergências de lado. Agora, "brigam" em consenso para que ocorram as prévias e, com isso, ser referendada uma candidatura própria para prefeito em 2016.

"Nossa queixa é por causa da distância da direção estadual em relação às discussões políticas sobre Itabuna. Está sendo tudo de cima para baixo, mas o estatuto dá autonomia aos diretórios municipais", disparou Francisco Estevam Santos", do Movimento Negro Unificado e tendência "20 de novembro".

Segundo Chico, como é mais conhecido, o PT tem três nomes a postos para disputar a prévia, antes prevista para ocorrer até meados de agosto. São eles: o ex-prefeito e ex-deputado federal Geraldo Simões; o professor universitário Valter Silva e o sindicalista Zaquêl de Lima. "Estamos nos movimentando para não perder o prazo das prévias, porque há risco de intervenção do diretório estadual em 35 municípios. Entre eles, Itabuna e Camaçari", relatou o petista, filiado há 18 anos.

Carta com críticas

Francisco Estevam subscreve, junto com correligionários, uma carta enviada ao presidente estadual do partido, Everaldo Anunciação, bem como ao líder nacional, Rui Falcão. Na correspondência, que propõe a vinda de Anunciação à cidade, para "mudarmos os rumos do atual quadro político", são feitas claras críticas à gestão da legenda na Bahia: "Nosso partido se deparou com uma triste realidade: um diretório estadual inacessível, insensível e indiferente às demandas dos diretórios regionais".

A referida carta é assinada por Flávio Farias Barreto, presidente do PT; José Raimundo Santana, vice-presidente da sigla e coordenador do Sintesi (Sindicato dos Trabalhadores em Saúde de Itabuna e Região/Cut; Renato Zal, coordenador da tendência "Articulação de Esquerda"; Odilon Nogueira Souza Neto, ex-membro do diretório estadual; Maria das Graças Santana, integrante da executiva municipal, e João Evangelista Santos, dirigente do Sintesi/CUT.

Comentários (0)

Tendências na “briga” para PT ter candidato em Itabuna

on .

Chico 2SITEChico Estevam é um dos petistas queixosos com a direção estadual

Diante da sugestão do diretório estadual, para recuo de eventuais candidaturas em favor de partidos da base aliada, tendências do PT em Itabuna deixaram as divergências de lado. Agora, "brigam" em consenso para que ocorram as prévias e, com isso, ser referendada uma candidatura própria para prefeito em 2016.

"Nossa queixa é por causa da distância da direção estadual em relação às discussões políticas sobre Itabuna. Está sendo tudo de cima para baixo, mas o estatuto dá autonomia aos diretórios municipais", disparou Francisco Estevam Santos", do Movimento Negro Unificado e tendência "20 de novembro".

Segundo Chico, como é mais conhecido, o PT tem três nomes a postos para disputar a prévia, antes prevista para ocorrer até meados de agosto. São eles: o ex-prefeito e ex-deputado federal Geraldo Simões; o professor universitário Valter Silva e o sindicalista Zaquêl de Lima. "Estamos nos movimentando para não perder o prazo das prévias, porque há risco de intervenção do diretório estadual em 35 municípios. Entre eles, Itabuna e Camaçari", relatou o petista, filiado há 18 anos.

Carta com críticas

Francisco Estevam subscreve, junto com correligionários, uma carta enviada ao presidente estadual do partido, Everaldo Anunciação, bem como ao líder nacional, Rui Falcão. Na correspondência, que propõe a vinda de Anunciação à cidade, para "mudarmos os rumos do atual quadro político", são feitas claras críticas à gestão da legenda na Bahia: "Nosso partido se deparou com uma triste realidade: um diretório estadual inacessível, insensível e indiferente às demandas dos diretórios regionais".

A referida carta é assinada por Flávio Farias Barreto, presidente do PT; José Raimundo Santana, vice-presidente da sigla e coordenador do Sintesi (Sindicato dos Trabalhadores em Saúde de Itabuna e Região/Cut; Renato Zal, coordenador da tendência "Articulação de Esquerda"; Odilon Nogueira Souza Neto, ex-membro do diretório estadual; Maria das Graças Santana, integrante da executiva municipal, e João Evangelista Santos, dirigente do Sintesi/CUT.

Comentários (0)

Câmara de Itabuna vai agendar sessões itinerantes nos bairros

on .

A Câmara deverá começar as sessões pelos bairros mais populosos

O presidente da Câmara de Vereadores de Itabuna, Aldenes Meira (PCdoB), confirmou terça-feira (24), que a casa definirá uma agenda de sessões itinerantes nos bairros da cidade. A confirmação ocorreu durante entrevista ao programa Show do Jota Silva, na Rádio Jornal.

Segundo Aldenes, a intenção da Mesa Diretora é estreitar o relacionamento entre a Câmara e a população e estimular a comunidade a apresentar suas demandas aos vereadores. "Somos os representantes dos itabunenses e acreditamos na necessidade de criar mecanismos para fazer com que essa representação se torne cada vez mais efetiva", afirma o presidente.

O modelo das sessões itinerantes vem sendo discutido entre a Mesa Diretora e a Secretaria Parlamentar da Câmara, com apoio do setor jurídico da casa. A intenção é utilizar um formato que favoreça ao máximo a participação popular, por isso o mais provável é que as reuniões nas comunidades sigam o rito de audiências públicas.

"Assim que definirmos o calendário de sessões, divulgaremos nas comunidades para que os moradores interessados em se manifestar possam se inscrever antecipadamente, já que essa é uma exigência do Regimento Interno da Câmara", explica o presidente. A ideia é realizar as primeiras audiências nos bairros mais populosos e depois seguir para as demais comunidades.

Comentários (0)

O retorno do populismo

on .

*Marco Wense

Antonio MangabeiraAntonio MangabeiraUma fatia considerável do eleitorado itabunense vibra quando aparece na imprensa determinados nomes que podem disputar o processo sucessório de 2016.

Esses eleitores querem um candidato a prefeito sem nenhuma ligação com tradicionais e empoeirados grupos ou correntes políticas, dando um basta na mesmice.

Não é a tal da terceira via e, muito menos, coisa parecida, quase sempre disfarçada de novidade. É mudança radical mesmo. Um prefeiturável que provoque sobressalto, esperança e uma agradável surpresa.

O problema é que a outra fatia que vota nas antigas lideranças, com destaque para Geraldo Simões, Fernando Gomes e o Capitão Azevedo, representa quase 50% do eleitorado.

Marcos BandeiraMarcos BandeiraVale lembrar que Geraldo, Fernando e Azevedo, respectivamente petista e democratas, obviamente do PT e do DEM, somam sete mandatos como gestor do Centro Administrativo Firmino Alves.

GS, FG e CA não conseguiram acabar com o tabu da reeleição. Nunca se reelegeram. Fernando Gomes, sendo candidato e saindo vitorioso, vai para o seu quinto mandato.

As pesquisas de intenção de votos apontam GS e FG na frente. A volta do "Geraldo versus Fernando" é interpretado pelos "mudancionistas" como a prova inconteste de que Itabuna parou no tempo.

Como não gosto de deixar o leitor na dúvida (ou curioso), revelo que Antonio Mangabeira, Chico França e o bom juiz Marcos Bandeira são as possíveis e agradáveis surpresas da sucessão de Claudevane Leite (PRB).

Em outros tempos, em priscas eras, como diria o saudoso jornalista Eduardo Anunciação, os protagonistas da mudança eram Helenilson Chaves e Ronald Kalid.

Geraldo versus Fernando, disputando mais uma eleição, significa o triunfal retorno do populismo. Geraldistas e fernandistas vão dizer que Vane do Renascer foi eleito pelo "populismo religioso".

Comentários (0)

Morre ex-deputado Zézeu Ribeiro

on .

Zézeu Ribeiro (Foto: Alexandre Galvão)Zézeu Ribeiro (Foto: Alexandre Galvão)

Aos 66 anos de idade e após uma intensa militância política, morreu na tarde desta quarta-feira (25) o ex-deputado federal Zézeu Ribeiro. Ele estava internado na UTI do Hospital Sírio Libanês, em São Paulo, lutando contra uma hemorragia digestiva.

Ribeiro, filiado ao PT desde 1982, era conselheiro do Tribunal de Contas do Estado (TCE). Ele presidiu a sigla na Bahia (1995-1999), integrou o Diretório Nacional (2001-2003), além de ter sido presidente do Sindicato dos Arquitetos da Bahia.

Na capital, foi vereador em três legislaturas e obteve tamanho reconhecimento que foi eleito deputado federal em 2002.

O petista também foi o primeiro candidato do partido na Bahia ao governo do Estado e assumiu, em 2011, o comando da pasta de Planejamento.

Na véspera de morrer, Zézeu recebeu a visita do governador Rui Costa. Na Câmara dos Deputados, nesta quarta, os parlamentares fizeram um minuto de silêncio pela morte do conselheiro.

Comentários (0)

Governo e trabalhadores iniciam debate sobre reajuste salarial das diversas categorias

on .

JosiasJosias Gomes

Representantes de sindicatos e federações de trabalhadores foram recebidos pelo secretário de Relações Institucionais do governo da Bahia, Josias Gomes, terça-feira (25), para o início das discussões visando estabelecer os percentuais de reajuste salarial das diversas categorias representativas do funcionalismo público estadual.

Para o secretário, o encontro foi bastante produtivo, estabelecendo um diálogo aberto e franco entre governo e trabalhadores. "Os principais pontos definidos foram a manutenção do menor vencimento básico, que não poderá ser inferior ao valor do salário mínimo. Outro item é o cumprimento de pagamento do piso nacional salarial dos professores. O terceiro ponto é o de se dar um reajuste geral em relação à inflação de 2014. Também estabelecemos a garantia da manutenção dos processos de promoção e progressão das diversas carreiras".

Segundo Josias Gomes, o Estado terá de enfrentar em 2015 uma negociação salarial em um contexto de crise indefinida, com dificuldades financeiras que no caso da Bahia se agravam com as questões previdenciárias. "No período 2016/2018 vamos continuar com o aprimoramento dos processos de progressão das carreiras, respeitando as negociações salariais. O governo vai realizar um esforço para manter os pontos acordados".

Sistema estadual de negociação permanente

Marinalva Nunes, coordenadora da Federação dos Trabalhadores Públicos do Estado da Bahia (Fetrabes), analisou o encontro realizado no gabinete da Serin. "Foi a primeira reunião coletiva deste novo governo e a primeira notícia é dar continuidade, por meio do sistema estadual de negociação permanente, via mesas setoriais, contribuindo para a negociação central. Os três pilares da negociação são salário mínimo como vencimento básico do Estado, repasse da inflação retroativa a data base de primeiro de janeiro, e a garantia do piso nacional salarial dos professores".

Marinalva Nunes disse que também foi estabelecida atenção especial ao Planserv, com a destinação de uma melhor infraestrutura física para o funcionamento, inclusive com a nomeação de um procurador para o órgão, além da abertura de discussão sobre a Previdência Estadual.

Comentários (0)

Marco Wense comenta: PT versus PT

on .

Cópia de jkiTRuBEveraldo Anunciação

* Marco Wense

É inquestionável que o Partido dos Trabalhadores, de tantas lutas a favor da democracia, deixou de ter existência política para ter existência puramente eleitoral, como dizia o jornalista Marcelo Coelho, em 2002.

E mais: "O PT buscava ser diferente, ser uma novidade na política brasileira: tratava-se de um partido com programa definido, com instâncias democráticas de decisão, com vocação de massas e níveis de moralidade acima da média. Podia-se concordar ou não com o PT, mas essas qualidades eram reconhecidas por todos".

O tempo passou. De 2002 a 2015 são 13 anos, coincidentemente o número 13 da legenda. A estrela do PT não brilha mais, caiu na vala comum da corrupção. O PT de antigamente, que tinha o respeito até do mais radical e intransigente oposicionista, escafedeu-se.

Como não bastasse o "tudo aquilo que o PT não é mais", vem agora o PT intervencionista, o PT que quer impor seus candidatos a prefeito sem nenhum tipo de constrangimento. O PT de cima para baixo.

Depois de três consecutivas reuniões, sobressaltadas lideranças petistas, com o apoio de Flávio Barreto, presidente do diretório municipal, optaram pelo fim do angustiante silêncio.

Segue, na íntegra, ipsis litteris, um trecho do manifesto dirigido a Everaldo Anunciação, comandante estadual do petismo, com cópia para Josias Gomes, secretário de Relações Institucionais do governo Rui Costa.

"Em nosso Estado, passado a euforia do pós-eleitoral, a militância do nosso partido se deparou com uma triste realidade: um Diretório Estadual inacessível, insensível e indiferente às demandas dos diretórios regionais. Prega-se o discurso do pensamento único e da obediência cega ao poder, como se isso fosse possível no PT. Tem-se usado o mandato de dirigente estadual do PT para acertos de diferenças pessoais e políticas, a partir da prática da perseguição às lideranças e diretórios regionais, a exemplo de Itabuna, onde articula-se ações políticas com diretórios e lideranças de outros partidos em desfavor do PT local".

Que inferno astral, hein! Além do escândalo da Petrobrás, da crise moral, do fraco desempenho na economia e da dificuldade da presidente Dilma Rousseff para governar, tem o PT versus PT, o PT engolindo o próprio PT. O PT autofágico.

Geraldo, Geddel e o PMDB

Até as freiras do Convento das Carmelitas sabem que o PMDB, com o segundo maior tempo no horário eleitoral, é a legenda mais cobiçada da sucessão do prefeito Claudevane Leite (PRB).

Existe uma notória preocupação no PT de Itabuna com uma possível saída do prefeiturável Geraldo Simões de Oliveira, hoje em posição confortável nas pesquisas de intenção de votos.

A desfiliação do ex-gestor de Itabuna não é mais remota e, muito menos, remotíssima. Passa a ser uma possibilidade que não pode ser descartada e nem subestimada.

Francamente, como diria o saudoso e inesquecível Leonel Brizola, acho difícil que o PMDB seja o futuro partido de GS. Mas como na política tudo é possível, prefiro não apostar.

Pedro Arnaldo, presidente interino do diretório municipal, anda dizendo que o comandante-mor Geddel Vieira Lima não faz política com o fígado, deixando nas entrelinhas que uma reaproximação entre Geraldo e Geddel não pode ser defenestrada.

Não à toa que vanistas e comunistas querem o PMDB na administração do governo municipal. Uma maneira pragmática de afastar Geraldo Simões do peemedebismo. O vezeiro toma-lá-dá-cá.

PDT

O artigo 8 do Estatuto do PDT assegura a seus filiados o exercício da mais ampla democracia interna. Todos têm o direito de expor livremente suas opiniões. O PDT reconhece e respeita a pluralidade de idéias, a liberdade de consciência, o livre pensamento e a liberdade de expressão.

O artigo 5 preceitua que o cancelamento da filiação partidária se dará, entre outros motivos, no caso de "evidente desinteresse na militância partidária".

PS – O PDT foi meu primeiro e único partido. São mais de trinta anos de brizolismo. Faço política por convicção, ideologia e princípio. Pela legenda, como presidente do DA de Direito, lutei pela estadualização da então FESPI. Fundei o PROCON no segundo governo de Geraldo Simões. Fui tesoureiro, vice-presidente, secretário, delegado, presidente da Comissão de Ética e duas vezes presidente da Executiva municipal. Depois de um criterioso recadastramento, com a contribuição decisiva do companheiro Vasconcelos, o PDT ficou com mais de 1000 filiações. Sabe quem foi meu padrinho político? O fundador da legenda, o amigo, irmão, o digno, o insuspeito, o incorruptível, o brilhante Dagoberto Brandão.

Legítimo sonho

O bom advogado Carlos Sodré, de uma oratória invejável, tem um legítimo sonho: ser prefeito de Itapé. Não tenho nenhuma dúvida que seria um grande gestor.

Comentários (0)

Paulo Câmera empossado na Secretaria da Agricultura

on .

1423256361POSSE PAULO CAMERA1.jpg site

Ao tomar posse, na sexta-feira (6), o novo titular da Secretaria da Agricultura (Seagri), Paulo Câmera, defendeu investimentos em pesquisas e fortalecimento da defesa agropecuária, unindo as áreas científica, social e de produção, para prevenção de pragas. Como exemplo da importância dessa ação, ele disse que "uma pequena mosca pode destruir investimentos de milhões de dólares na fruticultura".

A Agência de Defesa Agropecuária (Adab), vinculada à Seagri, foi um dos assuntos que Paulo Câmera discutiu com a ministra da Agricultura, Kátia Abreu, durante reunião na quinta-feira (5), em Brasília, da qual também participou o diretor-geral do órgão, Paulo Emílio Torres. De acordo com o secretário, no encontro a ministra destacou a necessidade de dinamizar e modernizar o setor.

Estiveram presentes na solenidade de posse o chefe de gabinete da Secretaria do Planejamento, Cláudio Peixoto, representando o vice-governador e titular da pasta, João Leão, secretários de Estado, políticos e dirigentes de órgãos e entidades ligadas ao segmento da agricultura.

Comentários (0)

Vane usa matemática para mostrar dificuldades e fala em reeleição

on .

DSC 0804site

Por Celina Santos

Fotos: Alanna Alves

Com planilhas na mão e uma camisa verde que remete tanto à ideia de esperança como à cor da campanha que o conduziu ao cargo, o prefeito de Itabuna, Claudevane Leite, reuniu a imprensa na manhã de sexta-feira (30), para fazer uma espécie de prestação de contas e refutar boatos de que não deseja disputar um segundo mandato.

Logo no início, Vane, como é mais conhecido, estava sozinho à frente do púlpito e conclamou: "Queremos pedir à sociedade para entender esse momento difícil que estamos passando. Vamos mostrar dados que mostram que a prefeitura não tem perna para avançar mais do que está avançando".

O gestor começou a detalhada exposição de números comparando os investimentos feitos numa área cuja crise é uma das principais insatisfações da população: "Em 2012, foram investidos 11,91% [do orçamento] na Saúde; em 2013, fomos para 15,25%; em 2014, até novembro, 16,16%". Também na Educação, o prefeito fez um comparativo. "Em 2012, a aplicação da prefeitura foi 22,67%; em 2013, fomos para 25,18%; em 2014, 26,91%". E reiterou: "O que estamos investindo em Saúde e Educação é muito maior do que em governos anteriores".

Trabalho realizado

Ao mesmo tempo em que apresentou números para dar ideia das limitações, Vane pontuou sobre o que foi feito em dois anos de administração, em áreas como Assistência Social, Esporte, Cultura e Agricultura, dentre outras. Na plateia, além dos profissionais da imprensa, secretários e vereadores, constantemente citados por ele, como se buscasse referendar o que dizia.

Sobre a Cultura, por exemplo, destacou o trabalho desenvolvido pela Ficc (Fundação Itabunense de Cultura e Cidadania), em projetos como a Casa das Artes, que atende a 2.500 crianças, e o Viv-à-rte, que será ampliado e deverá oferecer atividades para mais cinco mil menores.

Na Educação, citou o que chamou de "maior programa de recuperação de escolas já visto na cidade", referindo-se às 15 unidades completamente reformadas e outras 15 que passaram por reparos. Mencionou, também, os 15 colégios que integram o "Mais Educação", funcionando nos dois turnos.

Na Saúde, lembrou-se da reforma de 16 postos; o incremento de 13 médicos na Policlínica Dois de Julho, que também ganhou uma sala de pequenas cirurgias; triplicação dos leitos de UTI no Hospital de Base Luís Eduardo Magalhães, reforma na emergência, instalação de um novo raio X e previsão de chegada de um tomógrafo; o repasse mensal de R$ 100 mil para o Cemepi etc.

Folha de pagamento

Ressalvando que "esse ano vai ser muito difícil até a reposição salarial dos servidores, mas vamos ter que dar um jeito", o prefeito Claudevane Leite referiu-se aos altos gastos com pessoal deixados pela gestão anterior. Vale lembrar que a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) prevê um limite de 54% no pagamento ao funcionalismo.

"Em 2012, se gastava 82,82% com a folha; em 2013, reduzimos para 71,32%; em 2014, baixamos para 66,62%. Isso valorizando os servidores, que há muito tempo não tinham aumento real. Em dois anos, dei mais de 18% de aumento aos professores. E temos aqui: de 2005 pra cá, todo ano aumentou; não teve nenhuma gestão que diminuiu a folha", computou.

Arrecadação e dívidas

Para evidenciar o pequeno aumento na arrecadação nos últimos anos, Vane também comparou: "Em 2012, entraram na prefeitura em torno de 262 milhões de reais; em 2013, 281 milhões – houve um incremento de 8%; é muito pouco, porque tudo aumenta! Em 2014, até novembro entrou 290 milhões".

Em relação às dívidas que ficaram de gestões passadas, o prefeito contabilizou R$ 304 milhões – incluindo débitos com INSS (R$ 263 milhões), Fundo de Garantia (R$ 10 milhões), Pasep (R$ 10 milhões). "Eu tenho que pagar; não vou deixar isso pra quem me suceder. Só nessas dívidas, tenho que pagar 577 mil reais por mês. Foi um acordo que a gente fez, pra tirar a cidade da inadimplência e poder buscar recursos", justificou.

Claudevane Leite assegurou, ainda, estar quitando em dia os benefícios a que os servidores têm direito. "O 'abacaxi' está grande demais; a gente tem que resolver, senão, essa cidade vai parar, se continuasse o que se falou aqui. Nós pagamos, todo mês, R$ 3,6 milhões de INSS, R$ 500 mil de Fundo de Garantia e R$ 211 mil de Pasep, que muitos não pagavam", frisou.

Por fim, o prefeito fez mais um cálculo: a Prefeitura de Itabuna tem aproximadamente 87,33% do orçamento comprometidos com pagamentos e dívidas. Sobram, portanto, menos de 13% para os custos assegurados por lei para a Assistência Social, além dos gastos de manutenção da máquina pública, a exemplo de energia elétrica, telefonia, gasolina, vale-transporte etc. "Vocês estão entendendo a situação a que a prefeitura chegou? Se isso aqui não for verdade, eu entrego meu mandato hoje", resumiu, após explanar, detalhadamente, sobre as finanças e realizações da gestão.

Sobre a reeleição

Prestes a encerrar a fala e anunciar o novo secretário de Transporte e Trânsito, Roberto José da Silva (matéria na página 5), o prefeito chamou o vice Wenceslau Augusto Júnior à frente e disse que não há nenhuma dificuldade entre eles. Negou boatos de que não disputaria um novo mandato. "Nunca disse a vocês que não sou candidato. Agora, isso depende do povo. Quem bota e quem tira é o povo. Se ele avaliar bem a nossa gestão, nós vamos, sim, para a reeleição. Estou tranquilo com relação a isso".

O alcaide também refutou comentários de que o partido do vice estaria contra uma nova candidatura. "A única coisa que o PCdoB quer é a reeleição de Vane", reforçou.

Comentários (0)

Vane, renúncia e o PT

on .

* Marco Wense

Claudevane LeiteClaudevane LeiteAlguns setores da imprensa, mais especificamente de oposição ao governo Vane e adeptos do sensacionalismo, disseram que a modesta Coluna Wense estava pregando a renúncia do prefeito de Itabuna.

Uma insinuação maldosa, já que torço para que Claudevane Leite faça um bom governo, seja candidatíssimo ao segundo mandato e quebre o tabu da reeleição.

Sei que de dez eleitores, somente um acredita que o chefe do Executivo vai ser candidato. E quem contribuiu para a quase unanimidade foi o vice Wenceslau Júnior, que, intempestivamente, lançou sua candidatura.

Disse aqui que Wenceslau não tornaria sua pretensão pública se tivesse alguma dúvida sobre a posição do alcaide, o que pressupõe uma possível confidência do prefeito com o vice.

Ora, ora, ora, seria motivo de rompimento político se Wenceslau Júnior lança sua candidatura com o prefeito ainda indeciso sobre o seu futuro político.

O retorno ao PT, com uma boa conversa com o governador Rui Costa, é visto por muitos como o caminho para um comportamento político mais ousado. Um Vane menos enigmático e mais decisivo.

Toda articulação para o "Volta, Vane" é feita por Everaldo Anunciação, presidente estadual do petismo, e Josias Gomes, secretário de Relações Institucionais.

O entrave é Geraldo Simões, que além de ser o prefeiturável natural do PT, é um postulante que ocupa a primeira posição nas pesquisas de intenção de votos. Sua tábua de salvação e sobrevivência política.

A possibilidade de "minha pedinha" deixar o PT em decorrência do retorno de Vane é remotíssima, mas não é totalmente descartada. Pelo ponto de vista percentual, não chega a 5%.

 

Amélia Tavares Amado

Eduardo AnunciaçãoEduardo Anunciação"Amélia Amado era mulher empreendedora, fêmea positivista, católica. Fundou o Colégio Ação Fraternal de Itabuna (AFI), estimulou o Teatro Estudantil Itabunense (TEI), financiou eventos artístico-culturais.

O desenrolar da história vai constatando que Amélia Amado fora mais inquieta, mais humana do que o líder político Gileno Amado, seu marido. Doutor Gileno Amado era aristocrático, gostava de ser paparicado. Os chamados gilenistas usavam gravatas, chapéus, ternos clássicos. Os gilenistas eram compenetrados, presunçosos. Os tempos eram dos coronéis, os tempos eram outros.

O ambiente, o lugar do doutor Gileno Amado sempre foi a UDN, partido do governador Juracy Magalhães, Adauto Lúcio Cardoso, José Cândido Filho, Carlos Lacerda. Poucos itabunenses amaram doutor Gileno e muitos o respeitavam, temiam.

Como na canção, de Mário Lago, Amélia era uma mulher de verdade. Amélia Tavares Amado foi o trampolim, alavanca, sucesso de Gileno Amado" (Do saudoso e polêmico jornalista Eduardo Anunciação).

Comentários (1)

Prefeito destaca continuidade de obras apesar dos poucos recursos financeiros

on .

Fundação Sesp 03 Pedro AugustoFundação Sesp. Foto: Pedro Augusto

A Prefeitura de Itabuna está finalizando obras nas áreas da Saúde e Educação, que nos últimos dois anos têm tido o maior investimento em recursos próprios ou dos respectivos ministérios com contrapartidas do município, para que sejam entregues à população nos próximos 60 dias. Também está na programação a conclusão da reforma do imóvel onde funcionará o SineBahia, na Avenida Inácio Tosta Filho, uma unidade de intermediação e formação de mão de obra, em convênio com a Secretaria Estadual do Trabalho, Renda e Esporte – Setre.

O prefeito Claudevane Leite afirma que, apesar da escassez de recursos por conta da dificuldade financeira vivida pela maioria dos municípios brasileiros, a administração municipal tem trabalhado para que as obras em andamento sejam finalizadas. "Todo o esforço que fazemos, inclusive com a contenção de despesas desde outubro do ano passado, é para que a população não seja penalizada. Vamos retomar as obras temporariamente paralisadas para que no prazo previsto os serviços nas unidades de saúde, escolas e creches sejam reiniciados", explicou.

Na área da Educação, o governo municipal está atuando firmemente para a conclusão das obras de reforma e ampliação das escolas municipais Everaldo Cardoso, no São Caetano; Luiz Viana Filho, no Santo Antônio; e Amélio Cordier, no bairro Santa Inês. A reforma da creche Elzo Pinho de Magalhães deve ser concluída até o final de março para atender às 52 crianças de 1,6 anos a três anos ali atendidas, diariamente, de segunda à sexta-feira.

A Secretaria Municipal da Saúde também está concluindo as obras de reforma do Centro de Saúde José Maria de Magalhães, no centro. A unidade ganhou uma sala para agentes comunitários de saúde e outra para agentes de combate às endemias, além de terem sido construídos novos banheiros masculino e feminino para pacientes e reformado o banheiro de uso funcionários. Também está sendo beneficiada com reparos no telhado, revisão das redes elétrica e hidráulica, troca de forro, melhoria no piso e pintura.

Já a Unidade Básica de Saúde João Monteiro, no Pedro Jerônimo, além de reparos no telhado, piso, pintura interna e externa, foi ampliada e recebeu novas macas, mesas e cadeiras. A unidade ganhou duas novas salas, uma de apoio aos agentes de combate às endemias e outra de observação ao paciente em estado mais grave. Com referência ao SineBahia, o prefeito Vane está confiante na sua inauguração até o final de março, já que toda a parte de construção civil foi concluída e agora, com a retomada da obra, será realizada a colocação de divisórias e vidraria, instalação de mobiliário, etc.

O prefeito destaca que a busca de recursos dos governos federal e estadual para a execução de novos projetos continua, assim como para a manutenção da infraestrutura da cidade. "Contamos com o apoio do governador Rui Costa e de deputados federais como Davidson Magalhães (PCdoB) e Márcio Marinho e Tia Eron (PRB). No plano estadual temos o trabalho da deputada Ângela Souza (PSD), José de Arimatéia (PRB) e de outros parlamentares de partidos aliados, como o PCdoB e o PP, que têm nos ajudado com uma importante ação política", afirma o prefeito de Itabuna.

Reforma e ampliação da escola Everaldo Cardoso no São Caetano obra está sendo finalizada - Foto Pedro AugustoReforma e ampliação da escola Everaldo Cardoso no São Caetano obra está sendo finalizada - Foto: Pedro Augusto

Reforma Escola Amélio Cordier Bairro Santa Inês foto 02 Pedro AugustoReforma Escola Amélio Cordier Bairro Santa Inês Foto: Pedro Augusto

Sin Bahia foto 01 Pedro AugustoSin Bahia. Foto: Pedro Augusto

Comentários (0)

Wenceslau bota o bloco na rua

on .

Depois de anunciar que poderá ser o candidato a prefeito de Itabuna em 2016 (confira aqui), o atual vice-prefeito de Itabuna, Wenceslau Júnior (PCdoB), reuniu amplo leque de convidados em evento nesta sexta-feira (23).

A reunião, na Churrascaria Los Pampas, foi organizada para comemorar os 45 anos do vice. Mas não deixou de servir como termômetro de sua força política.

Participaram do almoço, entre outros, os prefeitos de Ilhéus, Jabes Ribeiro (PP), e o de Itabuna, Claudevane Leite (PRB); o deputado federal Davidson Magalhães (PCdoB); a reitora da Uesc, Adélia Pinheiro; e o presidente da Câmara de Vereadores de Itabuna, Aldenes Meira (PCdoB). Reforçou o grupo um grande número de representantes do segmento empresarial.

Nos discursos, lembranças da trajetória do aniversariante, que milita no PCdoB há 25 anos, com destaque para histórias da última sucessão municipal, quando Claudevane Leite e Wenceslau saíram da Câmara de Vereadores para se eleger, respectivamente, prefeito e vice de Itabuna.

LAMBE-LAMBE

Um dos causos contados por Wenceslau envolveu o prefeito Claudevane (Vane).

No início da campanha de 2012, ele e seu então companheiro de chapa foram a Salvador para contratar alguns serviços. Chegaram à agência de propaganda Objetiva e o candidato se espantou com o requinte das instalações.

– Rapaz, com tanto luxo esse pessoal deve cobrar é muito caro – comentou Vane. Wenceslau e Davidson Magalhães, que acompanhava a dupla, deram risada do sobressalto.

Em seguida, foram procurar um profissional para a foto oficial da campanha. Orçamento do serviço: 6 mil reais.

Vane não se conteve:

– Wenceslau, vamos procurar um "lambe-lambe". Isso vai sair por uns 10 reais.

 

Do Pimenta

Comentários (0)

Wilson Dias é o novo diretor executivo da CAR

on .

Cópia de WILSON DiasWilson Dias

Com a "missão de continuar fazendo o que for necessário por aqueles que mais precisam", o novo diretor da Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), empresa pública vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), Wilson José Vasconcelos Dias, tomou posse na noite de segunda-feira (19), em cerimônia no auditório da Seplan, no Centro Administrativo da Bahia, na capital.

"Agora, com uma secretaria com a dimensão da SDR, temos a chance de fazer mais e dar efetivas respostas para a população baiana que depende da gente", afirmou Wilson, que substitui José Vivaldo de Mendonça Filho. Sua nomeação foi publicada na edição do último sábado (17) do Diário Oficial do Estado.

O secretário da SDR, Jerônimo Rodrigues, ressaltou a importância da Superintendência da Agricultura Familiar (Suaf) sob a coordenação de Wilson Dias que, segundo ele, começou a desenhar as ações para a SDR. Com essas experiências espalhadas por diversos órgãos do governo será possível institucionalizar uma política para o desenvolvimento rural. "A ideia da nova secretaria é mais do que o agrícola. Não é só de produção, pois não é só do acesso, do regime de terras. Somos uma secretaria do desenvolvimento rural que cuida da inclusão produtiva, da educação no campo, do papel da mulher rural, da juventude e dos idosos no campo".

O ex-diretor executivo da CAR, José Vivaldo Mendonça, agradeceu a oportunidade de estar à frente da empresa por quase quatro anos e afirmou que chegou ali carregado de sonhos e sai com mais sonhos ainda. "O que nos move é a causa nobre, da CAR, que é a de transformar a vida de pessoas. Sei que o novo diretor e o secretário da SDR têm essa sensibilidade e, juntos, farão muito mais".

Além de diversas autoridades, como secretários estaduais e parlamentares, estiveram presentes diversos representantes dos movimentos sociais, a exemplo da Frente dos Trabalhadores Livres (FTL), Coordenação Estadual dos Territórios (CET), Cooperativa de Desenvolvimento Territorial (Cooperast)/Rede, União das Cooperativas da Agricultura Familiar e Economia Solidária do Estado da Bahia (Unicafes), Federação de Trabalhadores da Agricultura Familiar (Fetraf), Federação dos Trabalhadores na Agricultura (Fetag) e Movimento Luta pela Terra (MLT).

Perfil

Natural de Governador Mangabeira, Wilson Dias é engenheiro agrônomo formado pela Universidade Federal da Bahia (Ufba) e mestrando em Planejamento Territorial pela Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs). Ele exerceu os cargos de superintendente de Agricultura Familiar da Seagri/Ba, secretário executivo do Conselho Estadual de Desenvolvimento Rural Sustentável da Bahia e diretor da Secretaria de Desenvolvimento Territorial (SDT) do Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA). Também atuou também na assessoria técnica de importantes organizações sociais brasileiras.

Comentários (0)

Itabuna: Frente une antigos adversários de olho em 2016

on .

Os ex-adversários Ruy Machado e Roberto de Souza agora estão no mesmo barco (Fotos: Arquivo)Os ex-adversários Ruy Machado e Roberto de Souza agora estão no mesmo barco (Fotos: Arquivo)

O médico e ex-vereador Edson Dantas também faz parte do grupoO médico e ex-vereador Edson Dantas também faz parte do grupoLembra-se da "frente" que resultou na eleição do prefeito de Itabuna, Claudevane Leite (PRB)? Esqueça! Agora, é outra frente que se articula, claro, para perseguir o mesmo desfecho em 2016. O grupo, que já reúne sete partidos, coloca no mesmo "ninho" antigos adversários, como o vereador Ruy Machado (PTB) e o ex-edil Roberto de Souza (PR).

"Não é uma frente contra Vane; estamos discutindo um projeto novo para 2016. Por enquanto, estamos escutando a sociedade e vendo que a administração de Vane não está correspondendo às expectativas. A comunidade só consegue alguma coisa da prefeitura no grito", declarou o médico e ex-vereador Edson Dantas (PRB), que também faz parte do grupo.

Segundo ele, estão buscando o apoio do (ainda) deputado federal Geraldo Simões (PT), assim como do PDT – sigla à qual pertencem o deputado federal Félix Júnior e a professora Acácia Pinho, ex-candidata a vice-prefeita da petista Juçara Feitosa. Por enquanto, além dos partidos já citados, estão no "barco" o PP e PRP.

Questionado sobre nomes que já se colocam à disposição para possíveis candidaturas, Dr. Edson disse que ainda não há esse tipo de discussão. Quanto a ele, continua sustentando que não deseja ser candidato na próxima eleição. "Estou num momento de muita paz: voltei a fazer ginástica, o telefone toca menos, estou gostando", reforçou o profissional, que pleiteou uma vaga de deputado estadual em 2014.

Comentários (0)

Prefeitos pedem socorro em nome da saúde

on .

Gestores municipais em Encontro Regional em Itabuna siteGestores municipais em Encontro Regional em Itabuna

O prefeito Claudevane Leite e pelo menos mais seis prefeitos terão uma audiência amanhã à tarde, em Salvador, com o secretário estadual de saúde, Fábio Vilas-Boas, quando reivindicarão maior apoio do Governo do Estado na luta pelo aumento do financiamento da saúde em Itabuna, que é a cidade-polo para os atendimentos de moradores da região. A reunião foi agendada pela presidente da União de Municípios da Bahia – UPB e prefeita de Cardeal da Silva, Maria Quitéria. Também participará do encontro o presidente da AMURC e prefeito de Ibicaraí, Lenildo Santana. O apoio da UPB e da AMURC à luta de Itabuna por mais recursos da Saúde foi definida em reunião esta manhã entre Vane, Quitéria e Lenildo.

Na reunião, o prefeito de Itabuna vai reforçar a reivindicação que já apresentou ao governador Rui Costa, de que sejam incorporados aos repasses da Plena os valores acordados no ano passado, com o pagamento da soma retroativa a novembro de 2013, quando foi definido o retorno do comando único da saúde para o município. Além do prefeito, o secretário de Saúde Eric Ettinger também estará presente à audiência com o secretário Fábio Vilas-Boas. Eles querem que o governo do estado assuma um compromisso maior com a saúde regional, em especial no apoio à manutenção de serviços prestados por clínicas e hospitais credenciados no município.

"Buscamos o retorno da Plena porque não era aceitável que Itabuna, polo regional, com um hospital de base, não pudesse gerir os recursos da saúde. Entendemos que a volta da Plena nos daria condição de ampliar a prestação de serviço. Infelizmente, nos deparamos com problemas no repasse dos valores e mantivemos negociação duradoura com o governo do estado e até com o Ministério da Saúde, porque entendemos que a população não pode ficar prejudicada", afirma o Vane, que já manteve reuniões com o ministro Arthur Chioro e com os ex-secretários estaduais Jorge Solla e Washington Couto, sempre buscando o aumento do teto financeiro para a manutenção da Plena. Segundo o prefeito, o próximo encontro para defender melhorias na saúde de Itabuna e região deverá ser em Brasília com Arthur Chioro.

Comentários (0)

Prefeito de Itabuna sanciona Lei Orçamentária de 2015

on .

Cópia de Prefeitura de Itabuna saciona Lei Orçamentária - Foto DivulgaçãoPrefeitura de Itabuna saciona Lei Orçamentária - Foto Divulgação

O prefeito de Itabuna, Claudevane Leite, sancionou a Lei nº 2.307 que estima a receita e fixa a despesa de Itabuna para o exercício financeiro de 2015 no montante de R$ 530.420.200,00. O orçamento fiscal, referente aos Poderes Legislativo, órgãos e entidades da administração direta e indireta, instituídas e mantidas pelo poder público municipal é de R$ 320.930.480,00 e o orçamento da seguridade social, abrangendo os fundos, os órgãos e entidades do poder público municipal, é de R$ 209.489.720,00. A Lei Orçamentária Anual foi publicada na edição do Diário Oficial do Município do dia 2, disponível no site www.prefeituradeitabuna.com.br.

Comentários (0)

Wagner fortalece Dilma para enfrentar as dificuldades no Congresso Nacional, diz Valmir

on .

Participação do governador Jaques Wagner no Congresso Nacional do MSt FOTO Mayra Lima Participação do governador Jaques Wagner no Congresso Nacional do MST - Foto:Mayra Lima

A indicação do até então governador da Bahia Jaques Wagner (PT) para o Ministério da Defesa, neste segundo mandato da presidenta Dilma Rousseff (PT), movimentou o cenário político baiano e nacional. As críticas da oposição não chegaram à militância petista, que comemorou com afinco a indicação de Dilma para Wagner compor o quadro de ministros e com o peso de ser "conselheiro político" da presidente. O deputado federal Valmir Assunção (PT-BA) apontou, nesta quarta-feira (24), que o novo corpo de ministros é altamente político, diferente do primeiro mandato de Dilma que foi mais técnico.

"Foram indicações politicamente fortes para aguentar o tranco do Congresso Nacional neste novo mandato de Dilma. Um quadro composto por vários ex-governadores, como Jaques Wagner, Cid Gomes, Luiz Eduardo Braga, um grupo de peso para o embate. A nomeação de Wagner para a Defesa fortalece o Brasil e fortalece o governo Dilma. Teremos um quadro extremamente preparado cuidando da nossa defesa e integrando o 'conselho politico' da presidenta", diz Valmir.

Assunção apontou características do novo corpo de ministros, e disse que a situação política de Wagner é fundamental para a Bahia, já que "as ações do governador, que se destacou tanto, serão ampliadas no governo de Rui Costa, que montou sua tropa de choque para essa finalidade". Para o parlamentar petista, tanto Dilma como Rui Costa fizeram boas escolhas para enfrentar o novo mandato, principalmente a presidente Dilma, que enfrenta e deve continuar enfrentando no Congresso Nacional. "São retaliações ainda da derrota da direita nas eleições, e isso deve continuar, porque foi o que restou para a oposição", completa.

Comentários (0)

Rui destaca trabalho em equipe, comunicação e qualificação de recursos ao reunir futuros secretários

on .

GovernadorSITE

A menos de dez dias para a posse do governador eleito, Rui Costa, e dos futuros secretários estaduais, a agenda de trabalho do primeiro escalão do governo começou e os próximos encontros já têm data marcada para o mês de janeiro. Os 24 secretários vão apresentar o planejamento de suas pastas a ser executado em 2015 a fim de alinhar as prioridades. A agenda foi anunciada durante a primeira reunião de secretariado, realizada nesta terça-feira (23), na Governadoria.

Conforme Rui Costa, o objetivo do encontro foi alinhar e planejar ações, além de detalhar diretrizes de gestão. O trabalho em equipe, a otimização de recursos e a comunicação foram assuntos enfocados pelo governador eleito.

Conforme dito por Rui no anúncio da reforma administrativa, a transversalidade será característica da próxima gestão. Ele quer aproximar as secretarias, aumentando a troca de informações e parcerias. "A estrutura do Estado é formada por caixas, um organograma, mas a necessidade do povo não se apresenta em separadamente. Façam o esforço máximo de trabalhar em equipe e de forma transversal", disse Rui ao orientar os futuros secretários.

O entendimento da palavra comunicação será ampliado nas diversas ações, desde uma campanha publicitária até a divulgação de inaugurações para deputados da base, por exemplo. Ainda dentro da área, o recém-eleito quer implantar o "governo eletrônico". Rui explicou que serviços prestados por Detran, Secretarias de Saúde e Educação devem ser migrados para o ambiente "online", agilizando a vida do cidadão. "Vamos avançar bastante nisso. Nas escolas, queremos implantar o ponto eletrônico da presença dos alunos para que os pais e responsáveis recebam a informação dos seus filhos", exemplificou.

Sobre a otimização de gastos, a orientação foi definir prioridades e economizar no que pode ser economizado. "Queremos alocar grande parte dos recursos na atividade fim de cada secretaria. A partir de hoje, os secretários vão iniciar o planejamento para 2015 e, em janeiro, vamos consolidar as prioridades".

Comentários (0)

No mesmo barco

on .

* Marco Wense

No mesmo barco

O PCdoB, especialista em reivindicar o candidato a vice na composição de chapa majoritária, sabe que o espaço de oposição ao governo Vane já é ocupado pelo PT e PSDB.

A única experiência com candidatura própria foi na sucessão de 1996 com Davidson Magalhães, que terminou sendo acusado pelos adversários de ser o "laranja" do também postulante Fernando Gomes.

Aliás, sobre essa injustiça que fizeram com Davidson, o então ACM dizia, se referindo ao comunista, que "lá em Itabuna tem um rapaz que vai nos ajudar". Não deu outra: FG se elege.

Vieram outras sucessões: Luis Sena como vice de Renato Costa (PDT), a saudosa Conceição Benigno com Geraldo Simões (PT), novamente Sena com Juçara Feitosa (PT) e, agora, Wenceslau Júnior com Claudevane Leite (PRB).

O ano de 2015, mais especificamente o segundo semestre, será marcado por um duelo entre petistas e tucanos. Ou seja, uma disputa em torno de quem vai encarnar o oposicionismo tupiniquim na sucessão de 2016.

Quem melhor personificar, simbolizar o, digamos, antivanismo, terá mais possibilidade de suceder o atual alcaide. É bom lembrar que o chefe do Executivo tem um bom tempo para melhorar das pesquisas de opinião.

Já disse aqui que Geraldo Simões e Augusto Castro – os dois nomes mais fortes para 2016 – são 100% prefeituráveis, favas contadas nos seus partidos.

E o DEM? Só terá candidato se a opção da legenda mostrar viabilidade e força eleitoral para enfrentar o governismo e o petismo. Do contrário, é parceiro compulsório do PSDB indicando o vice de Castro.

Nos bastidores do tucanato, longe dos holofotes e do povão de Deus, o comentário é de que o preferido do pré-candidato Augusto Castro é o vereador demista Ronaldão.

A grande dúvida da sucessão é se o prefeito Claudevane Leite vai ou não disputar o segundo mandato. Esse enigma, cada vez mais empanado, deixa os meninos do PCdoB apreensivos.

Uma coisa é certa: não há como o PCdoB se desvincular do governo Vane e, muito menos, virar oposição. O caminho é torcer por uma reviravolta no campo político e administrativo.

Religiosamente, orar muito para que o barco de Vane, que é o mesmo do PCdoB e dos evangélicos, encontre pela frente um mar calmo, um mar de almirante.

Comentários (0)

Justiça anula eleição da Câmara de Itabuna

on .

A queda de braço entre Ruy e Aldenes está longe de terminar A queda de braço entre Ruy e Aldenes está longe de terminar

A eleição já passou, mas a disputa pela presidência da Câmara de Itabuna continua acirrada entre Aldenes Meira (PCdoB), eleito no último dia 30 de novembro, e o concorrente Ruy Machado (PTB), que entrou na Justiça contestando o resultado. A Justiça concedeu na terça-feira (16), uma liminar suspendendo o pleito. A decisão foi do juiz Ulysses Maynard Salgado, da 1ª Vara da Fazenda Pública de Itabuna, região do sul da Bahia.

Segundo o magistrado, caso a determinação não seja cumprida, a presidência poderá pagar uma multa diária de R$ 2 mil. E tem mais: Aldenes terá que apresentar sua defesa num prazo de 24 horas.

Ruy entrou com uma ação pedindo que a Justiça suspendesse a eleição, após ter sofrido uma derrota por 12 a 9. Entre os fatos contestados pelo edil está a incineração das cédulas de votação.

Comentários (0)