Datafolha: Dilma tem 40%, Marina, 24%, e Aécio, 21%,

on .

Do G1

PESQUISA DAFOLHAHOJE

Pesquisa Datafolha divulgada nesta quinta-feira (2) aponta os seguintes percentuais de intenção de voto na corrida para a Presidência da República:

- Dilma Rousseff (PT): 40%

- Marina Silva (PSB): 24%

- Aécio Neves (PSDB): 21%

- Pastor Everaldo (PSC): 1%

- Luciana Genro (PSOL): 1%

- Eduardo Jorge (PV): 1%

- Zé Maria (PSTU): 0%*

- Rui Costa Pimenta (PCO): 0%*

- Eymael (PSDC): 0%*

- Levy Fidelix (PRTB): 0%*

- Mauro Iasi (PCB): 0%*

- Branco/nulo/nenhum: 5%

- Não sabe: 5%

* Cada um dos cinco indicados com 0% não atingiu, individualmente, 1% das intenções de voto; somados, eles têm 1%.

No levantamento anterior do instituto, divulgado no dia 30, Dilma tinha 40%, Marina, 25%, e Aécio, 20%.

A pesquisa foi encomendada pela TV Globo e pelo jornal "Folha de S.Paulo".

Votos válidos

Se forem excluídos os votos brancos e nulos e dos eleitores que se declaram indecisos, mesmo procedimento utilizado pela Justiça Eleitoral para divulgar o resultado oficial da eleição, os índices são:

Dilma - 45%

Marina - 27%

Aécio - 24%

Luciana Genro - 1%

Pastor Everaldo - 1%

Eduardo Jorge - 1%

Outros com menos de 1% - 1%

Para vencer a disputa no primeiro turno, um candidato precisa de 50% mais um dos votos válidos.

Segundo turno

O levantamento divulgado nesta terça indica que, em um eventual segundo turno entre Dilma e Marina, a candidata do PT tem 48% das intenções de voto e a do PSB, 41%. Na semana passada, Dilma tinha 49% e Marina, os mesmos 41%.

Na simulação de segundo turno entre Dilma e Aécio, a petista vence por 48% a 41% (50% a 41% na semana anterior).

O Datafolha ouviu 12.022 eleitores em 433 municípios nos dias 1º e 2 de outubro. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos. O nível de confiança é de 95%. Isso significa que, se forem realizados 100 levantamentos, em 95 deles os resultados estariam dentro da margem de erro de dois pontos prevista. A pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número BR-00933/2014.

Espontânea

Na modalidade espontânea da pesquisa (em que o pesquisador somente pergunta ao entrevistado em quem ele pretende votar, sem apresentar a lista de candidatos), os resultados são os seguintes:

- Dilma Rousseff : 35%

- Marina Silva: 20%

- Aécio Neves: 17%

- Outras respostas: 3%

- Em branco/nulo/nenhum: 5%

- Não sabe: 20%

Rejeição

A presidente Dilma tem a maior taxa de rejeição (percentual dos que disseram que não votam em um candidato de jeito nenhum). Nesse item da pesquisa, os entrevistados puderam escolher mais de um nome. Veja os números:

- Dilma Rousseff: 32%

- Marina Silva: 25%

- Pastor Everaldo: 22%

- Levy Fidelix: 22%

- Aécio Neves: 21%

- Zé Maria: 18%

- Eymael: 16%

- Luciana Genro: 16%

- Rui Costa Pimenta: 15%

- Eduardo Jorge: 14%

- Mauro Iasi: 14%

Comentários (0)

Ibope:Dilma tem 40%, Marina, 24%, e Aécio, 19%,

on .

pESQUISA iBOPEHOJE

Do G1

Pesquisa Ibope divulgada nesta quinta-feira (2) aponta os seguintes percentuais de intenção de voto na corrida para a Presidência da República:

- Dilma Rousseff (PT): 40%

- Marina Silva (PSB): 24%

- Aécio Neves (PSDB): 19%

- Pastor Everaldo (PSC): 1%

- Luciana Genro (PSOL): 1%

- Zé Maria (PSTU): 0%*

- Eduardo Jorge (PV): 0%*

- Rui Costa Pimenta (PCO): 0%*

- Eymael (PSDC): 0%*

- Levy Fidelix (PRTB): 0%*

- Mauro Iasi (PCB): 0%*

- Branco/nulo: 8%

- Não sabe/não respondeu: 7%

* Cada um dos seis indicados com 0% não atingiu 1% das intenções de voto; somados, eles têm 1%

A pesquisa foi paga pelo próprio Ibope.

No levantamento anterior do instituto, divulgado no dia 30, Dilma tinha 39%, Marina, 25%, e Aécio, 19%.

Votos válidos

Se forem excluídos os votos brancos e nulos e dos eleitores que se declaram indecisos, mesmo procedimento utilizado pela Justiça Eleitoral para divulgar o resultado oficial da eleição, os índices são:

Dilma - 47%

Marina - 28%

Aécio - 22%

Luciana Genro - 1%

Pastor Everaldo - 1%

Outros com menos de 1% - 1%

Para vencer a disputa no primeiro turno, um candidato precisa de 50% mais um dos votos válidos.

Segundo turno

O Ibope também simulou três cenários de segundo turno. São eles:

- Dilma Rousseff: 43%

- Marina Silva: 36%

- Branco/nulo: 12%

- Não sabe/não respondeu: 8%

- Dilma Rousseff: 46%

- Aécio Neves: 33%

- Branco/nulo: 12%

- Não sabe/não respondeu: 9%

- Marina Silva: 38%

- Aécio Neves: 33%

- Branco/nulo: 18%

- Não sabe/não respondeu: 11%

O Ibope ouviu 3.010 eleitores em 205 municípios entre os dias 29 de setembro e 1º de outubro. A margem de erro é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos. O nível de confiança é de 95%, o que quer dizer que, se levarmos em conta a margem de erro de dois pontos, a probabilidade de o resultado retratar a realidade é de 95%. A pesquisa foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o protocolo BR-00942/2014.

Comentários (0)

Dilma, reeleição e o PT

on .

Dilma, reeleição e o PT

Por Marco Wense

Uma parcela significativa do eleitorado que é contra o PT, mas vota no segundo mandato da candidata Dilma Rousseff, representa cinco pontos percentuais nas pesquisas de intenções de voto.

Não existe nenhuma consulta nessa direção. O prognóstico é fruto da minha imaginação, do meu achismo político. São milhares de eleitores que vão votar na reeleição da presidente Dilma porque acredita nela.

São pessoas que comungam com a opinião de que Dilma vai combater a corrupção sem se preocupar com o lado político, que vai ser implacável com os abutres do dinheiro público, com essa corja de ladrões.

Não podendo mais se candidatar – a legislação não permite o terceiro mandato consecutivo –, a presidente Dilma ficaria menos dependente do PT e, principalmente, do pragmático PMDB.

São eleitores que não votariam em Marina Silva em hipótese nenhuma. A "campanha do medo", disseminada por petistas, ficou fortalecida com as contradições, a inconsistência e o vaivém da ex-senadora.

"Fora da esfera ambiental, Marina não inova. Não está claro que tipo de governo faria a postulante do PSB", diz Anthony Pereira, mestre e doutor pela conceituada Universidade de Harvard e diretor, em Londres, do instituto de estudos do Brasil.

A maior empulhação de Marina é no campo político, quando prega a "nova política" e corre atrás da velha política, buscando, sem nenhum tipo de constrangimento, o apoio de velhas raposas.

Francamente, não sei qual a diferença entre um José Sarney e um Jorge Bornhausen, o mais novo aliado de Marina. Bornhausen foi governador biônico de Santa Catarina, fundador do PFL e o mais ardoroso defensor do regime ditatorial.

A metade desses eleitores, em uma disputa de segundo turno entre Dilma e Aécio Neves, não hesitaria em escolher o ex-governador de Minas, hoje empatado tecnicamente com a candidata do PSB.

Aliás, já tem petista dizendo que é melhor enfrentar Marina Silva do que o tucano em um eventual segundo turno. Digo eventual porque existe a possibilidade de Dilma liquidar a fatura no primeiro round.

Concluo dizendo que Dilma Rousseff tem luz própria e o PT, infelizmente, caminha para a escuridão, o que é lamentável para uma legenda que era respeitada, que tinha níveis de moralidade acima da média.

Para o PT só resta o conselho da reflexão: ou muda ou é soterrado com treze (13) palmos de terra.

Comentários (0)

Pesquisa Ibope: Dilma mantém liderança e Marina cai

on .

presidenciaveis montagem

Do G1

Pesquisas Ibope divulgada nesta terça-feira (30) mostra que a candidata Dilma Rousseff (PT) continua na liderança isolada, mas sem pontuação suficiente para vencer no 1º turno. A diferença de pontos de Marina Silva (PSB) para Aécio Neves (PSDB) caiu nos dois levantamentos. A margem de erro das duas pesquisas é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos.

Dilma tem 39%, Marina, 25%, e Aécio, 19%. Confira os números:

Dilma Rousseff (PT) - 39%

Marina Silva (PSB) - 25%

Aécio Neves (PSDB) - 19%

Pastor Everaldo (PSC) - 1%

Luciana Genro (PSOL) – 1%

Outros com menos de 1% - 1%

Branco/nulo - 7%

Não sabe/não respondeu - 7%

SEGUNDO TURNO

- Dilma Rousseff: 42%

- Marina Silva: 38%

- Branco/nulo: 12%

- Não sabe/não respondeu: 8%

- Dilma Rousseff: 45%

- Aécio Neves: 35%

- Branco/nulo: 12%

- Não sabe/não respondeu: 8%

- Marina Silva: 38%

- Aécio Neves: 34%

- Branco/nulo: 16%

- Não sabe/não respondeu: 12%

O Ibope ouviu 3.010 eleitores em 203 municípios do país. A pesquisa, encomendada pela TV Globo e pelo jornal "O Estado de S.Paulo", foi realizada entre os dias 27 e 29 de setembro e está registrada no TSE sob o número 00909/2014. O nível de confiança é de 95%, o que quer dizer que, se levarmos em conta a margem de erro de dois pontos para mais ou para menos, a probabilidade de o resultado retratar a realidade é de 95%.

 

 

Comentários (0)

Capitão Azevedo em três frentes de batalha contra a "ficha-suja"

on .

site azevedo mais umaAzevedo tenta ser deputado estadual

Mesmo com décadas de carreira militar, há de se duvidar que o Capitão Azevedo tenha enfrentado tantas batalhas como agora, a cinco dias da eleição. Candidato a deputado estadual pelo DEM, o ex-prefeito de Itabuna segue escoltado por uma legião de soldados – ops, advogados – que tentam livrá-lo da inelegibilidade.

O advogado Allah Góes atua em uma das "frentes", junto à Vara da Fazenda Pública, em Itabuna. Por lá tramita uma ação que pede a anulação do julgamento das contas de Azevedo relativas ao ano de 2011, por parte da Câmara de Vereadores. "Estamos batalhando pelo julgamento do mérito dessa ação. Queremos que as contas dele sejam novamente julgadas, mas com amplo direito de defesa", argumentou.

Uma instância além, o advogado Ademir Ismerim entrou ontem (29) com um Embargo de Declaração, através do qual questiona no Pleno do Tribunal de Justiça da Bahia a suspensão da liminar que livrava, temporariamente, o ex-gestor da "ficha-suja". "Queremos uma decisão mais precisa. Por que suspender uma liminar que não afeta a ordem e a segurança jurídica de Itabuna?", explicou Góes, mencionando os trâmites seguidos pelo colega Ismerim.

E tem mais: um terceiro grupo de advogados atua em Brasília, na tentativa de que o Pleno do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) reconsidere, antes da eleição, um Agravo Regimental impetrado pela defesa de Azevedo. Tal medida busca rever a decisão da ministra Maria Thereza Rocha de Assis Moura, que indeferiu o registro do candidato, tomando por base as contas de 2009 e 2010, reprovadas pelo Tribunal de Contas dos Municípios. "Ela desconsiderou que a Câmara aprovou as contas desses dois anos. Segundo o artigo 31, parágrafo 2º da Constituição Federal, é ao Legislativo que cabe aprovar ou rejeitar as contas de um gestor", sustentou Allah Góes.

Enquanto as batalhas judiciais não se definem, garantiu o advogado, o nome de Azevedo aparecerá na urna e os votos dele serão computados. Mesmo porque, no site do TSE, a candidatura segue "deferida com recurso".

Comentários (0)

A culpa é de Marina

on .

marina

Marco Wense

Correligionários da candidata Marina Silva (PSB) estão atribuindo a queda da ex-petista nas pesquisas de intenções de voto aos ataques que vem sofrendo no horário eleitoral de TV.

Levantamento da UFRJ, feito pelo Laboratório de Comunicação Política e Opinião Pública, diz que o tucano Aécio Neves foi quem mais atacou os adversários, investindo 32% do seu tempo. Marina usou 18% e Dilma 10%.

Portanto, o mais agressivo é o candidato do PSDB. Mas fica parecendo que é a candidata do PT que mais ataca os concorrentes, como insinuam os jornais escancaradamente de oposição.

Marina despencou porque não é mais a verdadeira Marina. É a Marina versus Marina. Uma Marina que diz uma coisa hoje e outra amanhã. Uma Marina confusa e cheia de contradições, que prega a "nova política" e corre atrás da "velha política".

Uma Marina que pontuava em primeiro lugar em Santa Catarina e caiu para a terceira posição depois que subiu no palanque da tradicional família Bornhausen, cujo patriarca (o ex-senador Jorge Bornhausen) foi governador biônico na ditadura militar e fundador do PFL.

Com o fim da comoção social em torno da morte de Eduardo Campos, os marqueteiros da ambientalista usam o instrumento da vitimização para mexer no emocional do eleitor.

A postura física de Marina e sua história de vida ajudam no esforço de torná-la vítima de tudo, como se a ex-ministra de Lula estivesse recebendo, digamos, o batismo nas artes da política.

A culpa pelo desmoronamento nas pesquisas, com a possibilidade de uma vitória de Dilma no primeiro turno, é exclusiva de Marina. O conflito entre as duas Marinas tende a ficar cada vez mais assustador.

Comentários (0)

Wagner diz que Rui é o mais preparado para governar a Bahia

on .

unnamed.jpg1

Comício em Itapetinga

A Caravana 13 com os candidatos da coligação Pra Bahia Mudar, Rui Costa para governador, Otto Alencar, senador e João Leão, vice-governador percorreu cidades do Médio Sudoeste Baiano, sábado (27). Com carreatas, caminhadas e comício em Maiquinique, Itororó e Itapetinga contaram com a companhia do governador Jaques Wagner, que disse que estava ali para pedir votos para os candidatos dele, mas não ia de mãos vazias, pois fez muito por toda a Bahia, durante seu governo. Rui demonstrando entusiasmo com a recepção do povo, desde a chegada em Maiquinique, e os resultados das pesquisas que apontam crescimento na intenção de votos para Dilma, ele e Otto, disse: "Nossa campanha está crescendo e estou seguro da vitória no dia 5 de outubro".

Wagner destacou que no seu governo os Prefeitos sempre foram atendidos em nosso gabinete com o respeito merecido aos escolhidos pelo povo e saíram com obras. "Trabalhamos muito pela Bahia, hoje acordei 6h30 da manhã, inaugurei o viaduto no Imbuí, em Salvador, fiscalizei obra do Ceasa e vim pedir voto para Rui", disse o governador. "Não conheço homem mais preparado que ele para ser governador da Bahia. Ele conhece esse estado e os caminhos de Brasília, por isso vai fazer a Bahia avançar no caminho do desenvolvimento".

O prefeito José Carlos, de Itapetinga, lembrou-se do apoio de Rui para as demandas da região. "Eleito governador, Rui fará muito mais. Com Wagner ganhamos UPA, SAMU e casas populares", afirmou José Carlos Moura. "O programa Saúde em Movimento esteve por aqui e atendeu muita gente", lembrou. O Saúde em Movimento na Bahia, destacou Rui, atua com 100 profissionais e já realizou mais de 400 mil consultas e 140 mil cirurgias de catarata. "No meu governo, a saúde vai ser prioridade, porque o que está em questão é a qualidade de vida do povo", disse. Otto Alencar também lembrou que com a Bahia. O carinho que teve com o povo foi o de construir só um hospital em oito anos. Wagner fez cinco e eu farei mais sete, dentro da proposta de regionalizar a saúde".

Comentários (0)

Nova pesquisa Datafolha:Dilma tem 40%, Marina, 27%, e Aécio, 18%,

on .

datafolhavale

Do G1

Pesquisa Datafolha divulgada nesta sexta-feira (26) aponta os seguintes percentuais de intenção de voto na corrida para a Presidência da República:

- Dilma Rousseff (PT): 40%

- Marina Silva (PSB): 27%

- Aécio Neves (PSDB): 18%

- Pastor Everaldo (PSC): 1%

- Luciana Genro (PSOL): 1%

- Eduardo Jorge (PV): 1%

- Zé Maria (PSTU): 0%*

- Rui Costa Pimenta (PCO): 0%*

- Eymael (PSDC): 0%*

- Levy Fidelix (PRTB): 0%*

- Mauro Iasi (PCB): 0%*

- Branco/nulo/nenhum: 5%

- Não sabe: 6%

Segundo turno

O levantamento divulgado nesta sexta indica que, em um eventual segundo turno entre Dilma e Marina, a candidata do PT tem 47% das intenções de voto e a do PSB, 43%. Segundo o Datafolha, "embora persista o empate técnico no limite da margem de erro, há maior probabilidade de Dilma estar à frente de Marina neste cenário". É a primeira vez que a presidente aparece numericamente à frente. Na semana passada, Marina tinha 46% e Dilma, 44%.

Na simulação de segundo turno entre Dilma e Aécio, a petista vence por 50% a 39% (49% a 39% na semana anterior).

O Datafolha ouviu 11.474 eleitores em 402 municípios nos dias 25 e 26 de setembro. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos. O nível de confiança é de 95%. Isso significa que, se forem realizados 100 levantamentos, em 95 deles os resultados estariam dentro da margem de erro de dois pontos prevista. A pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número BR-00782/2014.

Comentários (0)

Candidatos a governador se enfrentam em novo debate

on .

site montagem governador

O estúdio da Record Bahia, em Salvador, palco de um novo confronto de ideias – e alfinetadas – entre os seis candidatos a governador. O debate entre Lídice da Mata (PSB), Marcos Mendes (PSOL), Paulo Souto (DEM), Renata Mallet (PSTU), Rogério da Luz (PRTB) e Rui Costa (PT) acontecerá nesta sexta-feira (26), a partir das 22h40min. A previsão é que dure duas horas.

A mediadora será a jornalista Christina Lemos, repórter especial do Jornal da Record e especializada em política.

Comentários (0)

Dilma e Rui atraem multidão em Feira de Santana

on .

Dilma e Rui atraem multidão em Feira de Santana

Dilma e Rui atraem multidão em Feira de Santana

Mais de 20 mil pessoas saíram às ruas de Feira de Santana ao lado da candidata a presidência da República Dilma Roussef, dos candidatos Rui Costa (governador), Otto Alencar (senador), João Leão (vice-governador) e do governador Jaques Wagner, durante atividade de campanha na manhã dessa quinta-feira (25). A multidão andou da Praça dos Nordestinos, até a Avenida Senhor dos Passos. Ao final os candidatos fizeram um rápido comício.

Dilma aproveitou para reforçar o compromisso com as obras de infraestrutura e mobilidade na região, a exemplo do BRT, conclusão do Contorno Rodoviário, duplicação das BR's 101 e 116 e via expressa do aeroporto João Durval Carneiro. "Feira é uma cidade muito importante para a Bahia e para o Nordeste, é um centro logístico com grande potencial de desenvolvimento e por isso temos um olhar especial sobre a cidade".

Rui reafirmou que vai transformar Feira de Santana com obras e ações "que vão fazer o município voar mais alto e ser respeitado como uma grande metrópole". Ele garantiu que será o governador a inaugurar o Complexo de viadutos da Avenida Nóide Cerqueira e que vai construir o maior aeroporto de cargas do Norte/Nordeste em Feira.

A candidata Dilma destacou seu compromisso com uma das principais proposta de Rui Costa, que é ampliar a oferta de vagas nos cursos técnicos de profissionalização. "Vou implantar 300 escolas em tempo integral e abrir 150 mil vagas de ensino técnico em toda Bahia, com a garantia do 1º estágio", destacou Rui.

O candidato ao governo pela coligação Pra Bahia Mudar Mais agradeceu a presença maciça dos feirenses e convocou todos a lembrar como era a cidade na época da gestão do candidato adversário. "A Bahia e o Brasil melhoraram muito, precisamos continuar nesse caminho", afirmou. "A Bahia não quer voltar ao passado. A Bahia quer seguir em frente, com saúde, educação e boas estradas", continuou. "É só comparar: como era e como está hoje. A Bahia ganhou mais cuidado, atenção e investimentos em educação e saúde; áreas prioritárias.

Antes da caminhada, Dilma conversou com jornalistas e respondeu perguntas sobre criticas feitas no programa eleitoral. "Não estou criticando os outros candidatos, mas sim os planos de governo", destacou. "O Brasil tem uma das menores dividas líquidas do mundo. O choque fiscal que estão prometendo é desnecessário, prejudicial e extremamente eleitoreiro". Sobre denúncias feitas para prejudicar candidatos, disse: "Denuncias são feitas para serem investigadas, apuradas e os responsáveis punidos. Não podemos culpar as pessoas antecipadamente e sem provas, apenas com base no que alguém disse".

No corpo a corpo com o eleitores, no quarto evento realizado em Feira de Santana como candidato Rui afirmou que um governador não é só gerente e maquina de obras, "é também um ser humano, por isso, vou governar com o coração do menino nascido na Liberdade, que conhece os problemas e lutas do povo". Sobre as críticas dirigidas às propostas de governo ele foi taxativo: "Eu não improviso promessa em palanque. Meu programa de governo foi feito junto com o povo, em plenárias realizadas em toda a Bahia, onde mais de 50 mil pessoas apresentaram propostas. Tá tudo escrito e registrado!".

Comentários (0)

Nova pesquisa Ibope para o Governo da Bahia

on .

montagem

De acordo com os números divulgados na mais recente pesquisa Ibope/TV Bahia, na quarta-feira (24), Paulo Souto (DEM), continua na liderança na disputa ao cargo de governador do estado com 43% das intenções de voto, uma leve queda em relação à pesquisa passada, quando tinha 46%. Em seguida aparece Rui Costa (PT), que subiu para 27%. Lídice da Mata (PSB) tem 7%. Renata Mallet (PSTU) e Marcos Mendes (PSOL) obtiveram 1% cada um. Da Luz (PRTB) que tinha 1%, não pontuou desta vez. Brancos e nulos são de 10% e os indecisos, em 11%. Paulo Souto tem o maior índice de rejeição, com 26%, seguido por Rui Costa, com 23%. Lídice aparece com 22%, enquanto que Da Luz tem 21%. Renata Mallet e Marcos Mendes tem 15% e 14%, respectivamente. 11% não rejeitaram nenhum dos candidatos e 21% não souberam ou não opinaram.O Ibope também fez uma simulação de segundo turno entre Paulo Souto e Rui Costa e os resultados são favoráveis à Souto, que tem 46%. Rui Costa tem 31%, brancos e nulos, 11%, e os que não sabem ou não responderam são 12%. Além disso, o levantamento indicou que 4% do eleitorado considera o governo de Jaques Wagner como ótimo, enquanto que para 25% é bom. 41% creditam como regular, 12% como ruim e outros 14% como péssimo. 3% não souberam ou não opinaram. A pesquisa está registrada no Tribunal Regional Eleitoral (TRE) sob o número 00026/2014, e no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número 00763/2014.(do Bahia Notícias)

Comentários (0)

Rui Costa vê desespero da oposição

on .

15140256928 9cfa409695 c

Rui Costa, candidato a governador da coligação Pra Bahia Mudar Mais, criticou, durante comício em Santo Amaro, na noite de segunda-feira (22), o que chamou de "desespero da oposição" e disse que depois de passar a campanha inteira batendo no governador Jaques Wagner e subestimando a ele, agora, que viram o crescimento do seu nome, passaram a atacá-lo. "A oposição contratou pessoas para mentir e me caluniar. Mas eu vim do bairro pobre e negro da Liberdade e não é dono de TV que vai me intimidar", afirmou. "Eles não têm moral para falar de mim. Meus pais me ensinaram que a única coisa que o pobre não pode perder é a vergonha na cara. Esse aprendizado eu tive".

Num discurso que teve um tom mais forte que o habitual, quase um desabafo, Rui lembrou sua história de superação, sempre pautada na honestidade. "O que me empurra para frente é que nessas veias corre sangue de gente que nasceu na encosta, superou todas as dificuldades enfrentadas pelo povo pobre. Povo que eles esqueceram", destacou, emocionado. "Se acham que me atacar através da televisão vai me esmorecer, estão enganados. Não vai não", sentenciou. "Vou fazer como tenho feito, vou viajar por toda a Bahia e falar direto com o povo. Não é o dono da emissora de televisão, não é o dono de instituto de pesquisa que manda no voto do cidadão".

Rui ainda ressaltou a presença no comício de sua esposa Aline e filha Marina, de um ano. "A família é o que o motiva. A única coisa que quero é chegar no fim do governo e olhar para meus três filhos e dizer: vocês podem se orgulhar do pai que têm. É isso que vou levar comigo como patrimônio."

O governador Jaques Wagner também participou do evento em Santo Amaro e criticou o partido da oposição. "Mudou de nome, era PFL agora é DEM. fizeram isso para ver se o povo esquece, mas não adiantou". E Otto Alencar, candidato a senador, reforçou: "Não adianta dono de jornal achar que decide eleição, quem decide é o povo da Bahia".

Comentários (0)

Nova pesquisa do Ibope: Dilma tem 38% das intenções de voto; Marina, 29%; e Aécio,19%

on .

presidenciaveis montagem

Da Agência Brasil

A mais recente pesquisa Ibope, divulgada hoje (23), mostrou ligeiro avanço da candidata Dilma Rousseff (PT) na disputa pela Presidência da República. De acordo com a pesquisa, Dilma Rousseff tem 38% das intenções de voto. Na pesquisa passada, no dia 16 de setembro, eram 36%. A candidata do PSB, Marina Silva, passou de 30% para 29%. Na simulação de um segundo turno, as duas presidenciáveis permanecem em empate técnico. A pesquisa foi encomendada pela Rede Globo e pelo jornal O Estado de S. Paulo.

A diferença no segundo turno, em relação à pesquisa anterior, é que as duas candidatas contam com 41% das intenções de voto. Na pesquisa anterior, Marina tinha 43% contra 40% da candidata petista, ainda considerado um empate, em virtude da margem de erro de dois pontos percentuais para mais ou para menos.

Aécio Neves (PSDB), que tinha crescido quatro pontos na última pesquisa, continuou com 19%. Em uma projeção de segundo turno com o candidato tucano, Dilma teria 46% contra 35%. A diferença aumentou em relação à última pesquisa, quando sete pontos separavam os dois candidatos. Enquanto Dilma tinha 44%, Aécio alcançava 37%.

O candidato pelo PSC, Pastor Everaldo, teve 1% das intenções de voto, assim como na última pesquisa. Luciana Genro (PSOL), Eduardo Jorge (PV), Zé Maria (PSTU), Eymael (PSDC), Levy Fidelix (PRTB), Mauro Iasi (PCB) e Rui Costa Pimenta (PCO) têm juntos 2%. Votos nulos ou brancos somam 7% e os indecisos são 5%.

O Ibope ouviu 3.010 eleitores em 296 municípios do país entre os dias 20 e 22 de setembro. O nível de confiança é 95%. A pesquisa foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o protocolo BR-00755/2014.

Comentários (0)

PT e todos os citados vão acionar Justiça contra denúncia

on .

everaldo-anunciação-e1385992789711

O presidente estadual do PT, Everaldo Anunciação, afirmou que o partido e todos os que foram citados na reportagem da Revista Veja, envolvendo o Instituto Brasil, vão entrar na Justiça, para acionar criminalmente tanto a publicação da Editora Abril quanto a dirigente do instituto que assumiu a denúncia “e vamos exigir que eles provem o que está escrito, pois temos absoluta certeza de que tudo não passa de um monte de mentiras, dito por uma pessoa movida pela raiva justamente porque não encontrou, dentro do governo da Bahia nem do PT, quem se dispusesse a encobrir as irregularidades que cometeu”. O dirigente petista lamenta que a Revista Veja, “mais uma vez se preste a fazer este jogo sujo eleitoral, cuja origem todos sabemos que está nos nossos adversários, já temerosos do crescimento de Rui e da derrota que o povo baiano vai lhes inflingir em 5 de outubro”.

“Nós vamos exigir que a Justiça apure tudo muito claramente e, como já disse o governador Jaques Wagner, que todos os responsáveis sejam punidos, inclusive pelas calúnias divulgadas pela revista, que têm como objetivo apenas seu uso na propaganda eleitoral”, destacou Everaldo, para reiterar: “Esta é uma denúncia motivada pelo interesse eleitoreiro e que se aproveita de uma pessoa com fragilidades e com raiva de alguns petistas e do governo por não terem resolvido pendências e irregularidades do contrato do seu instituto”. Ele observou que a falsidade da denúncia já começa pelo fato de que o repórter da revista deixou de lado a informação de que os primeiros contatos do Instituto Brasil com o governo da Bahia aconteceram durante a gestão do ex-governador Paulo Souto. “Foi Paulo Souto quem trouxe este instituto para o governo, por meio de convênio firmado em 2005 com a Secretaria de Combate à Pobreza”, afirmou o presidente do PT.

E lembrou que o governo Wagner agiu da forma mais transparente e limpa quando decidiu suspender os pagamentos das prestações do contrato firmado entre a Secretaria de Desenvolvimento Urbano (Sedur) e o instituto, ao se descobrir, por fiscalização, que havia irregularidades. Desta forma, do valor total do contrato, que era de pouco mais de R$ 17 milhões só foram só foram pagas as duas primeiras das seis prestações previstas. O restante foi bloqueado a partir do momento em que foram constatadas irregularidades na execução do objeto do contrato, que era a construção de casas populares, “e foi isto que deixou a denunciante com raiva”.

“É como eu tenho dito e reafirmado”, explicou o dirigente petista, “nos governos do PT, os problemas não são ignorados, as irregularidades são apuradas e os culpados punidos”. E reiterou sua confiança em Rui Costa e em todos os integrantes do PT citados pela revista. “O processo tem acompanhamento dos órgãos competentes , e os verdadeiros responsáveis deverão ser duramente punidos. Lamento, mais uma vez, que a Veja se preste  de maneira irresponsável , a esse serviço sujo”, declarou Everaldo.

E, voltando a atribuir a denúncia ao “jogo sujo eleitoral”, observou: “Este tipo de denúncia apenas deixa claro o desespero que já toma conta dos adversários, ante o crescimento da candidatura de Rui Costa e de Otto Alencar. Mas nós sabemos perfeitamente de onde isto vem, dos nossos adversários, e o fato de eles terem que recorrer a este expediente apenas reforça nossa confiança na vitória e o nosso ânimo de trabalhar”.

Comentários (1)

Nova pesquisa Datafolha aponta crescimento de Dilma

on .

presidenciaveis montagem

Do G1

Pesquisa Datafolha divulgada nesta sexta-feira (19) pelo jornal "Folha de S.Paulo" aponta os seguintes percentuais de intenção de voto na corrida para a Presidência da República:
- Dilma Rousseff (PT): 37%
- Marina Silva (PSB): 30%
- Aécio Neves (PSDB): 17%
- Pastor Everaldo (PSC): 1%
- Luciana Genro (PSOL): 1%
- Eduardo Jorge (PV): 1%
- Zé Maria (PSTU): 0%*
- Rui Costa Pimenta (PCO): 0%*
- Eymael (PSDC): 0%*
- Levy Fidelix (PRTB): 0%*
- Mauro Iasi (PCB): 0%*
- Branco/nulo/nenhum: 6%
- Não sabe: 7%* Cada um dos cinco indicados com 0% não atingiu, individualmente, 1% das intenções de voto. Somados, eles têm 1%.

No levantamento anterior do instituto, divulgado no dia 10, Dilma tinha 36%, Marina, 33%, e Aécio, 15%.

Segundo o Datafolha, é a primeira vez que Dilma abre vantagem sobre Marina desde a entrada da candidata do PSB na disputa, em agosto, após a morte de Eduardo Campos. A vantagem da petista passou de 3 para 7 pontos.

Segundo turno


O levantamento divulgado nesta sexta indica que, em um eventual segundo turno entre Dilma e Marina, as candidatas aparecem empatadas tecnicamente. A candidata do PSB tem 46% e a do PT, 44%. Na semana passada, Marina, com 47%, e Dilma, com 43%, também estavam tecnicamente empatadas.

Na simulação de segundo turno entre Dilma e Aécio, a petista vence por 49% a 39% (49% a 38% na semana anterior).

O instituto também fez uma simulação entre Marina e Aécio. O resultado foi 49% a 35% para a candidata do PSB (ante os 54% a 30% do último levantamento).

A pesquisa foi encomendada pela TV Globo e pelo jornal "Folha de S.Paulo".

O Datafolha ouviu 5.340 eleitores em 265 municípios nos dias 17 e 18 de setembro. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos. O nível de confiança é de 95%. Isso significa que, se forem realizados 100 levantamentos, em 95 deles os resultados estariam dentro da margem de erro de dois pontos prevista. A pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número BR-00665/2014

Comentários (0)

PSTU defende produção e distribuição das drogas a cargo do Estado

on .

DSC 0999site

Gabriela Mota, Renata Mallet e José Roberto representam os ideais do PSTU na Bahia

Dificilmente, se ouve gritos de protesto e uma bandeira vermelha tremulando, sem que algum militante do PSTU esteja presente. A sigla participa de mais uma campanha política defendendo propostas polêmicas, como a da legalização das drogas com a produção e distribuição delas a cargo do estado. Na Bahia, esse ideal revolucionário é representado pelas candidaturas de Renata Mallet (governadora), Gabriela Mota (deputada federal) e José Roberto da Silva (deputado estadual).

Em visita ao Diário Bahia, acompanhada dos correligionários, a fonoaudióloga e bancária Renata Mallet, de 32 anos, informou que a educação e saúde pública de qualidade são as principais bandeiras dela, na tentativa de chegar ao posto de governadora. Para ela, é preciso pôr fim aos privilégios que resultam em contradições e tanta desigualdade social na Bahia. Como? – indagamos à candidata.

"A começar pelas isenções fiscais dadas às indústrias. Com isso nós perdemos três bilhões de reais por ano, dinheiro que poderia ser investido na saúde e na educação. Temos que acabar com a farra dos ricos", respondeu, citando o alto índice de analfabetismo e mortalidade infantil. "No IDH [Índice de Desenvolvimento Humano], saímos de 19º lugar, em 2006, para 22º", completou.

Quando perguntada sobre as estratégias que adotaria para ter o apoio dos parlamentares e implementar os projetos que idealiza, Renata Mallet foi taxativa: "Essa tal governabilidade é uma falácia. Ter maioria não significa trabalhar para quem mais precisa. A aliança certa é com os trabalhadores e a juventude". Citando as manifestações ocorridas em junho de 2013, ela disse não ter dúvidas de que a mobilização popular é capaz de forçar atitudes entre os representantes políticos.

Deputados e bandeiras

A estudante de Ciências Sociais Gabriela Mota, de 21 anos, é quem pretende defender os ideais do PSTU na Câmara Federal. Entre eles, a descriminalização e legalização das drogas, investimento em políticas sociais e desmilitarização da Polícia Militar. "O tráfico de drogas é o segundo maior mercado do mundo, perdendo apenas para o de armas. Estamos vendo um extermínio de jovens negros e moradores da periferia, expostos à violência dos traficantes e da Polícia Militar. A guerra às drogas mata sob a desculpa da guerra ao tráfico", argumentou.

Aos 32 anos, o professor de História José Roberto já foi duas vezes candidato a prefeito de Itabuna e tenta, desta vez, uma vaga na Assembleia Legislativa. Entre as bandeiras que ele abraça especificamente para a região, a demarcação das terras indígenas. "Tem que haver uma política de Reforma Agrária que compense os pequenos produtores. Vemos o governo sem posição em relação a esse assunto", criticou. Se eleito, ele também pretende defender ideias nada amistosas, como a redução dos salários dos deputados, igualando-os aos rendimentos de um trabalhador especializado.

Comentários (0)

Discursos inflamados marcam visita de Aécio Neves a Itabuna

on .

2site

O presidenciável Aécio Neves (PSDB) foi recebido por ACM Neto, Paulo Souto, ambos do DEM, e Geddel Vieira Lima (PMDB), entre outros nomes da política baiana. Aqui, eles fizeram pronunciamentos de campanha recheados de críticas aos adversários.

Por Celina Santos

 A cúpula da oposição na Bahia, capitaneada pelo prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), recepcionou o candidato a presidente Aécio Neves, durante caminhada entre o fim da manhã e o início da tarde de quinta-feira (18), na avenida do Cinquentenário, em Itabuna. Segundo cálculos da Polícia Militar, quatro mil pessoas compareceram ao ato político, repleto de trios, carros de som e bandeiras daqueles que buscam o "sim" do eleitor no dia 05 de outubro.

Os principais nomes do evento, com direito a pronunciamentos arrojados do alto de um trio elétrico, na Praça Adami, foram: além do próprio Aécio e de ACM Neto, o candidato a governador Paulo Souto (DEM) e o postulante ao Senado, Geddel Vieira Lima (PMDB). Para abrir a sessão de discursos, como uma espécie de cicerone entre políticos de vários partidos, o gestor soteropolitano cravou: "Essa multidão dá um recado ao Brasil: quer decência, um governo sério, mais justiça para o Nordeste, quer um presidente que olhe com carinho e atenção para a Bahia e o Brasil".

Eloquente que só, arrancou aplausos da plateia quando disse ao presidenciável: "Você está em uma cidade que tem tradição de luta, de resistência e, sobretudo, de independência na escolha do seu destino e do seu futuro". Sempre na defesa dos seus, é claro, Neto emendou destacando os nomes de Paulo Souto e Aécio como capazes de dirigir um amanhã mais promissor.

Geddel também cobriu de críticas o governo do ex-aliado PT – aliás, ainda aliado do PMDB em nível nacional. Mencionou obras não executadas, apesar de projetadas, como o Porto Sul e a Ferrovia Oeste-Leste. Para não deixar em branco, ora, recordou a intervenção dele para que fosse executada a cobertura do Canal da avenida Amélia Amado. Por fim, arrematou: "Essa não é só uma eleição para se eleger presidente e governador; essa é uma eleição pra se escolher o que nós queremos pra nossos filhos e pra os filhos dos nossos filhos".

Paulo Souto, a exemplo de ACM Neto, destilou toda a "artilharia" contra o partido do governador Jaques Wagner. Afinal, é contra Rui Costa, o candidato do gestor, que ele mede forças e tende a disputar o segundo turno da eleição. "O PT é um produto que venceu a validade, não tem mais a confiança dos baianos. É por isso que fizemos essa aliança PMDB, PSDB, Democratas e mais 12 partidos, pra dar a vocês uma alternativa de uma Bahia diferente e de um sul da Bahia que mereça mais atenção de seus governantes", sentenciou.

"Hora da virada"

Aécio Neves, um tanto inseguro no alto do trio (afinal, não é cantor de axé), optou por uma linha, digamos, mais "paz e amor". Ele fez críticas aos adversários, mas preferiu não citar nomes. Disse que sente um desejo de mudança na sociedade, em todos os cantos do país. "As pessoas começam a perceber que o que está aí não dá mais, esse governo ninguém aguenta. Tanta irresponsabilidade e tanta incompetência, levando o Brasil de novo a conviver com a inflação, com a recessão da economia e com a fuga dos empregos", declarou.

Sobre Marina Silva (PSB), que ele precisa ultrapassar para chegar ao segundo "round" da disputa, o tucano afirmou: "Do outro lado, a gente vê um conjunto de boas intenções. Mas boas intenções todos nós temos. O que falta a outras candidaturas é o que esse palanque aqui demonstra: experiência e competência, apoio político e coragem pra mudar de verdade o Brasil".

Parafraseando o saudoso jornalista Eduardo Anunciação, cabe dizer que Aécio Neves demonstrou em Itabuna estar "otimista como noiva em véspera de casamento". Comparou a fase da sua campanha com "um momento extremamente difícil" vivido pelo avô Tancredo Neves, na campanha de 1986. Após uma visita à Bahia, recordou, o político viu outro cenário se desenhar.

"Ninguém ganha eleição de véspera. A eleição se decidirá no momento em que cada brasileiro se levantar no dia 05 de outubro, para dizer o que quer. Aqui, desta Bahia de Todos os Santos, dessa Itabuna do cacau e de Jorge Amado, nós estamos dizendo: chegou a hora da virada", assinalou.

Comentários (0)

Aécio Neves faz caminhada em Itabuna

on .

aecio-neves22Aécio Neves representa o projeto do PSDB para voltar ao poder

O candidato à Presidência da República pela coligação "Muda Brasil", Aécio Neves (PSDB), fará caminhada pela avenida do Cinquentenário, em Itabuna, a partir das 11 horas da manhã desta quinta-feira (18). Conforme a programação, ele desembarcará às 10h30min no Aeroporto Jorge Amado, em Ilhéus, seguirá de helicóptero até o condomínio Cidadelle e, de lá, irá de carro até o centro de Itabuna. A caminhada, com saída do do Jardim do Ó, será encerrada com pronunciamentos na Praça Adami.

A visita de Aécio contará, também, com a presença do prefeito de Salvador, ACM Neto; do candidato a governador Paulo Souto, da coligação "Unidos pela Bahia", além do pretenso vice, Joaci Góes, do postulante ao Senado, Geddel Vieira Lima, e dos candidatos a deputado estadual e federal do referido grupo, entre outros nomes.

Aécio Neves, que é senador, aparece em terceiro lugar nas pesquisas de intenção de voto. Na mais recente, realizada pelo Ibope, cresceu quatro pontos e tem 19%. Para ir ao segundo turno da eleição, ele busca recuperar o segundo lugar, posição que ocupava antes da morte do então candidato Eduardo Campos (PSB).

Comentários (0)

Pesquisa Ibope: Dilma, 36%; Marina, 30%; Aécio, 19%

on .

presidenciaveis montagem

Pesquisa Ibope divulgada hoje (16) mostra que a candidata Dilma Rousseff (PT) lidera com 36% das intenções de votos para presidente da República. A candidata pelo PSB, Marina Silva, aparece com 30% das intenções e Aécio Neves (PSDB) tem 19% das intenções. A pesquisa foi encomendada pela TV Globo e pelo jornal O Estado de S. Paulo.

A pesquisa anterior, encomendada pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) ao Ibope, mostrava Dilma com 39% das intenções de voto, seguida por Marina, com 31% e Aécio, com 15%.

Na pesquisa divulgada nesta terça-feira, o candidato Pastor Everaldo (PSC) marcou um 1% das intenções de voto estimuladas. Luciana Genro (PSOL), Eduardo Jorge (PV), Zé Maria (PSTU), Eymael (PSDC), Levy Fidelix (PRTB), Mauro Iasi (PCB) e Rui Costa Pimenta (PCO) têm juntos 1%. Votos nulos ou brancos somam 7% e os indecisos são 6%.

Em um possível segundo turno entre Marina e Dilma, Marina teria 43% dos votos e Dilma, 40%, o que configuraria um empate técnico devido à margem de erro da pesquisa, que é dois pontos percentuais, para mais ou para menos. Brancos e nulos somariam 11% e 6% não sabem ou não responderam.

Em um segundo turno entre Dilma e Aécio, Dilma sairia vencedora com 44% contra 37% dos votos. Brancos e nulos, 12% e indecisos, 6%. Entre Marina e Aécio, Marina sairia vencedora com 48% dos votos contra 30%. Brancos ou nulos somariam 15% e não sabem ou não responderam, 8%.

Quanto a rejeição aos candidatos, Dilma tem o maior índice, 32%; Aécio tem 19%, Pastor Everaldo, 17%; Marina, 14%; Levy Fidelix, 12%; Zé Maria, 12%; Eymael, 11%; Luciana Genro, 11%; Mauro Iasi, 10%; Rui Costa Pimenta, 10%; Eduardo Jorge, 9%.

A avaliação do governo Dilma foi considerada ótima ou boa por 37% dos entrevistados. Os que responderam regular somam 33%. Já os que consideram o governo ruim ou péssimo foram 28% e 1% não soube responder.

O Ibope ouviu 3.010 eleitores em 204 municípios do país entre os dias 13 e 15 de setembro. O nível de confiança é 95%. A pesquisa foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o protocolo BR-00657/2014. (Da Agência Brasil)


Comentários (0)